sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Mostra de Verão do Teatro da Barra/ES


Nos dias 14 e 15 de janeiro de 2017, o Teatro da Barra/ES ocupará o Teatro Municipal de Vila Velha com uma mostra dos trabalhos realizados em suas oficinas no ano de 2016.

No dia 14/01 (sábado), a partir das 20 horas, mostra com seus atores os esquetes "O executivo e a morte", "A árvore genealógica", "Meu marido sumiu", "O silêncio às vezes diz tudo", "O nome roubado", "Dona Luiza Grimaldi" e os Jograis "Mudança" (Neizes Andrade – Academia de Letras de Vila Velha) e “Dia da criação” (do Centenário Vinícius de Morais).

Abertura com a atriz e escritora Suely Bispo, nossa convidada.

No dia 15/01, domingo a partir das 16 horas, a mostra será dos alunos das EMEFs Dr. Tuffy Nader e Profº Ailton de Almeida, da Região 5 de Vila Velha. Haverá também um stand-up com os atores Joseph Barros DePaula e Rodrigo Azevedo e ainda apresentação do grupo “As Caquinhas”.

Os ingressos são vendidos no local a R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,00 (para estudantes e meia entrada). 



O Teatro Municipal de Vila Velha está localizado na Praça Duque de Caxias, s/n - Centro de Vila Velha, Vila Velha - ES.

Direção Geral: Paulo DePaula
Preparação Vocal: Dulce Elisa Vereza Lodi
Coreografia: Franciely Nunes Sampaio
Direção de palco: Joseph Barros DePaula
Figurino: Zeiza Jorge
Maquiagem: Fernanda Cristyna
Produção/Iluminação: Sebaba Rodrigues
Coordenação: Teatro da Barra/ES

sábado, 24 de dezembro de 2016

Auto dos Reis à procura do Rei na Barra do Jucu


O Auto de Natal realizado ontem, 23 de dezembro de 2016, na Barra do Jucu foi um sucesso. Tivemos Papai Noel, contamos a história do nascimento de Cristo com a participação das Folias de Reis, montamos o presépio humano às portas da Igreja Católica Nossa Senhora da Glória. O Coral Canta Barra também emocionou o público com as canções natalinas. Inclusive a Banda de Congo Tambores de Jacaranema participou e divertiu os presentes.

Seguem algumas imagens da noite.




O Teatro da Barra/ES deseja a todos um Feliz Natal e próspero 2017!

sábado, 17 de dezembro de 2016

domingo, 11 de dezembro de 2016

Mostra Espírito Santo do III Festival Latino Americano de Monólogo – Flam 2016


Festival Latino Americano de Monólogo (Flam) é um evento criado para divulgar e apresentar monólogos teatrais. Será realizado de 14 a 16 de dezembro de 2016 no Teatro Virginia Tamanini, Sesc Glória, e está em sua terceira edição com a Mostra Espírito Santo.

A abertura, dia 14 de dezembro (quarta-feira), contará com a participação da atriz, poeta, historiadora e mestre em Estudos Literários Suely Bispo, a qual apresentará o monólogo Um recital para Miguel Marvilla. Recentemente, Suely interpretou a personagem Doninha na novela Velho Chico, da Rede Globo.

Suely Bispo


Segue a programação completa:

DIA 14
18h30 – Abertura Oficial – Manifesto pela Arte – com Verônica Gomes e Renato di Renzo (organizadores do Festival).

19h – Um recital para Miguel Marvilla, com Suely Bispo.
Sinopse:
Um Recital Para Miguel Marvilla
é uma performance poético-teatral com Suely Bispo e homenageia Miguel Marvilla, considerado um dos maiores poetas da história do Espírito Santo. O roteiro foi elaborado com elementos da história da vida e da obra do escritor e reúne textos, não só os poéticos do Marvilla, mas também da biógrafa Joana D’Arc Herkenhoff e de Jorge Elias.

Ficha Técnica:
Textos: Miguel Marvilla, Joana D’Arc Herkenhoff, Jorge Elias
Roteiro, direção, produção e interpretação: Suely Bispo
Supervisão cênica: Paulo DePaula e Gil Mendes
Sonoplastia: Thiago Pessanha (piano)
Iluminação e operação de luz: Everaldo Nascimento
Figurino: Gabi King
Duração: 30 minutos
Classificação etária: 14 anos
Gênero: Drama

20h – A caminho de Tun-tá, com a atriz, escritora e orientadora na empresa MAP Ingrid Moreira Mendonça.
Sinopse:
A caminho de Tun-Tá é um solo que envolve teatro e dança. Uma estória viva e reflexiva, escrita, dirigida e interpretada por Ingrid Mendonça, cuja personagem chama-se Felícia, habitante da cidade de Dormência, onde havia muita violência e estresse. Esta cidade recebe a visita de um enorme colibri chamado Don Altálio, que vem trazer a promessa de levar todos os habitantes de Dormência para um lugar de eterna e plena felicidade chamado Tun-Tá. Todavia, para se conhecer Tun-Tá, os interessados têm que ser submetidos a doze provas, e Felícia é uma das pessoas que se oferece para enfrentar essa grande aventura.

Ficha técnica:
Textos: Ingrid Mendonça
Trilha sonora: EstudioNovart
Produtor musical e musico: Sergio Benevenuto em Bardot Mobile.
Iluminação: MitziMarzzuti.
Duração: 50 minutos
Classificação etária: Livre
Gênero: Livro vivo

DIA 15
19h – As Mulheres de Nelson, com Juliana Flauzino
Sinopse:
As mulheres de Nelson
– fragmento do texto Mulher sem pecado, do consagrado Nelson Rodrigues. Uma adaptação concebida pela diretora Verônica Gomes. Sem perder em nenhum momento a dramaticidade e a transcendência do autor, a adaptação levanta, através da personagem Lídia, vivida pela jovem atriz Juliana Flauzino, todas os questionamentos e as angústias da mulher contemporânea.
Ficha técnica:
Atriz: Juliana Flauzino
Roteiro, direção, produção: Verônica Gomes
Figurino: Teatro Du Beco
Textos: Nelson Rodrigues
Duração – 30 minutos


20h – Eco profético, com Roberto Claudino
Sinopse:
Eco profético
é um monologo do ator-performer Roberto Claudino, que tem na sua temática a abordagem que envolve a violência de um homem negro, primeiro aprisionado na África e vendido para o Brasil e depois revendido para a Europa.
Ficha técnica:
Performance e roteiro de Roberto Claudino
Figurino: Regina Schimitt
Preparação Corporal Paulo Roberto Gomes de Lima
Roteiro e interferências cênicas: Cesar Huapaya
Duração: 50 minutos
Classificação etária: 12 anos
Gênero: Vanguarda

DIA 16
19h – O Mistério da Casa Amarela, com Verônica Gomes
Sinopse:
O Mistério da Casa Amarela: episódio recheado de fatos, conduzidos pela atriz/narradora Verônica Gomes. Os fatos são apresentados livres de estilos e muitas vezes correm pelo burlesco/grotesco, o que explica o absurdo do trágico/cômico” (Renato Di Renzo). É uma adaptação livre da peça Mulher Sozinha, escrita pelo dramaturgo Dário Fo e por sua esposa, Franca Rame.
A montagem traz uma rica discussão sobre o universo feminino. É um monólogo rico de imagens. O texto aborda o universo de uma mulher que se sente presa, tanto no plano real como no plano imaginário. O interessante que esta obra teatral faz com que a plateia discuta que, mesmo com o avanço do gênero feminino em sua contemporaneidade, ela é ainda objeto de opressão por parte do gênero masculino, ou seja, ela ainda é presa ao homem, ao macho, ao heterossexual.

Ficha técnica:
Elenco: Verônica Gomes
Direção e Adaptação do Texto: Renato Di Renzo
Figurino: Regina Schimitt, com supervisão de Renato Di Renzo
Produção: Teatro Du Beco
Iluminação: Everaldo Nascimento
Adereços: Verônica Gomes e Cláudio Souza
Cenário: Renato Di Renzo e Verônica Gomes
Sonoplastia: Verônica Gomes
Fotos: Sandy Vasconcelos
Duração: 60 minutos
Classificação etária: 14 anos
Gênero: Livre

20h – Mesa redonda com os diretores da mostra do festival. Tema: O processo criativo do monólogo no cenário contemporâneo

21h30 – Encerramento Oficial

Realização: Teatro Du Beco
Organização: Verônica Gomes e Renato Di Renzo
Direção de produção: Sandra Mara e Flávia Ribeiro
Divulgação: Suely BispoParceria cultural: Sesc-ES


Teatro Virginia Tamanini, Sesc Glória:
Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 428 - Centro, Vitória - ES, 29010-002
Telefone: (27) 3223-0720